Um dia triste.



      Morre José Saramago aos 87 anos. Conheça um pouco da vida deste autor e um vídeo que pouca gente conhece baseado num infantil do autor.

Começou a atividade literária em 1947, com o romance Terra do Pecado. Voltou a publicar livro de poemas em 1966. Atuou como crítico literário em revistas e trabalhou no Diário de Lisboa. Em 1975, tornou-se diretor-adjunto do jornal "Diário de Notícias". A partir de 1976 passou a viver de seus escritos, inicialmente como tradutor, depois como autor.

Em 1980, alcança notoriedade com o livro Levantado do Chão, considerado por críticos como seu primeiro grande romance. Memorial do Convento confirmaria esse sucesso dois anos depois.

Em 1991, publica O Evangelho Segundo Jesus Cristo, livro censurado pelo governo português -- o que leva Saramago a exilar-se em Lanzarote, onde viveu até hoje.

 

fonte: UOL {{não acredite em mim}}

        Pouco importa se você gosta ou não dos livros dele. Eu mesmo não são um dos maiores fãs {{azar meu}}, o fato é que a importância do sujeito para o resto do mundo é simplesmente descomunal.

saramago

        Quem conhece um pouco da história de Portugal sabe o desafio que é vencer questões religiosas para escrever um livro como “Evangelho Segundo Jesus Cristo” onde a principal figura histórica da religião católica deixa de ser ‘filho de deus’ para ganhar ares humanos.

        A perda na literatura é gigantesca, ainda que você, como eu, não seja o maior dos fãs deste autor. Em minha opinião modesta sua obra prima chama-se:

A Caverna

        E não confiem no UOL ele escreveu também uma obra infantil que é um primor, cujo título é “A Flor mais grande do Mundo”. Você pode conferir esta belíssima animação feita na língua original e disponibilizada no youtube:



Links do Ocioso...

1 comentários

  1. Que vídeo mais lindo. Não o conhecia. Chorei...Quem dera a mim também fosse dado o dom de escrever para crianças.Obrigada por este post.E estou te seguindo (achava que já estava mas vi que não rsrs). Abraço.

Novo Comentário:

Quem fala o que quer ouve o que não quer. Se você estivesse certo não comentaria de forma anônima.
Sempre que o autor responder a resposta estará dentro do comentário separada por {{ resposta do autor }}.

O comentário requer registro pelos motivos explicados no Post Esclarecimentos