Brasil ou Argentina?



        Falta de simpatia e arrogância. Coisa de seleção do Brasil ou da Argentina?
(pa.tri.o.ta)
s2g.
  1  Pessoa que ama a pátria.
  2  Pessoa que está sempre pronta a servir a sua pátria e a agir em sua defesa.
  3  Pessoa da mesma pátria; COMPATRIOTA
sm.
  4  PE  Adepto da revolução pernambucana de 1817 e/ou de 1824.
sf.
  5  Bras.  Pop.  Mulher de seios volumosos.
a2g.
  6  Que ama a pátria (povo patriota).
  7  Que está sempre pronto a servir a pátria e a agir em sua defesa.
  8  Que demonstra zelo pelos interesses da pátria; PATRIÓTICO.
{{dicionário AULET da língua portuguesa}}
     Fosse pedido à vossa senhoria que escolhesse:
dungaxmaradona
     Não pedirei vossa resposta. Importante é ser patriota. Eu considero o Maradona muito mais divertido e culto que o Dunga, embora torça para o Brasil.
     Também seria hipocrisia minha dizer que acho errado o que o Dunga fez com o ‘coitado’ do Alex Escobar (que deu sua resposta em matéria do Fantástico){{Não acredite em mim}}. Eu sou sempre o primeiro a esculhambar a imprenÇa por aqui.
      Mas neste ponto me permito uma licença e a devida separação do Dunga. Eu refuto fatos com fatos. Mostro e aponto. Erro e acerto. Os comentários não permitem dúvidas, eu sempre aprovo opiniões que concordam e que descordam de mim, e tento argumentar a todas elas.
      O Dunga foi pelo caminho fácil. Xingou. A diferença é que Dunga fez de maneira covarde. A rede Globo pode devolver à Dunga de maneira magistral quando bem entender, Alex Escobar é obrigado a ficar quieto e Dunga sabe disso.
      Para voltar à comparação Maradona, ao xingar a imprenÇa argentina soltou:
“As damas que me perdoem, mas a vocês todos, que falaram tanta maldade de mim: Que chupem todos. E que sigam mamando.”
      Eu acho mais divertido. Mas ok, foi falta de educação, etc.
      Comparação empatada, portanto {{ambos dão patadas}}.
      Mas quando a questão é cultura geral nós temos um problema sério:
Dunga:
Maradona:
      Dunga não sabe se a escravidão foi ruim. Maradona diz ao repórter que a Argentina é Maradona, Messe E Che Guevara. E ainda corrige o repórter babão…
      Eu sei, somos todos patriótas. Mas zelar pelos interesses da pátria é, no mínimo, pedir que nosso anão preferido tenha um mínimo de cultura {{cultura porque educação eu já desisti}}.
Em tempo: Divirtida a história da Fátima Bernardes ter sido proíbida de fazer uma ‘exclusiva’, ainda que não saiba se é verdade ou não… {{não acredite em mim, dica veio pelo twitter através da fiel leitora @G153LE}}


Links do Ocioso...

3 comentários

  1. Gi says:

    Sabe o que é o mais irritante na história? Pessoas que se dizem patriotas por assistirem os jogos da seleção.
    Sempre acreditei que patriotismo fosse, assim como nos itens 2 e 8 da definição do início do post, zelar, defender, servir a pátria. Gostaria de saber onde vai parar todo este patriotismo quando não há jogo da seleção no intervalo entre uma Copa e outra, nos momentos de decisão política, que influenciam diretamente na vida das pessoas.

  2. Gi says:

    Ah! Valeu pelo crédito ;)

  3. @Gi
    Precisa agradecer não, é obrigação!

Novo Comentário:

Quem fala o que quer ouve o que não quer. Se você estivesse certo não comentaria de forma anônima.
Sempre que o autor responder a resposta estará dentro do comentário separada por {{ resposta do autor }}.

O comentário requer registro pelos motivos explicados no Post Esclarecimentos